O Maranhão recebeu a XIII edição da Conferência Brasileira de Comunicação Cidadã de 21 a 23 de novembro, na capital São Luís. Com o tema central Comunicação, Direitos Humanos e Diversidade, o evento foi uma realização da Universidade Federal do Maranhão, em parceria com a Universidade Ceuma e a Faculdade Estácio – São Luís. A conferência contou com mesas, grupos de estudos, painéis discutindo temáticas relacionadas ao tema central. Participaram estudantes, professores, profissionais, pesquisadores e comunidade em geral que tenha interesse no tema. A proposta do evento foi também de promover a participação de profissionais e ativistas de fora do universo acadêmico, trazendo olhares diversos que enriqueçam o debate.

Esta edição marcou uma nova fase do evento, agora sob a tutela da Associação Brasileira de Pesquisadores e Comunicadores em Comunicação Popular, Comunitária e Cidadã (ABPCom), criada oficialmente na 12ª edição da então Conferência Brasileira de Mídia Cidadã, em 2017 em Juiz de Fora (MG).

 

A XIII CBCC foi organizada pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em parceria com a Universidade Ceuma e a Faculdade Estácio de São Luís. “Pela primeira vez, a conferência foi realizada no Nordeste, e isso tem um grande valor”, destacou Ricardo Alvarenga, vice-coordenador da comissão organizadora local e diretor de finanças da ABPCom. “Foi também a primeira vez em que os cursos de Comunicação da cidade de São Luís do Maranhão se juntaram para realizar colaborativamente um evento. Em nossa sociedade atual, que é tão fragmentada, construir relações e fomentar essa integração é muito importante, tanto para os alunos e docentes quanto também para as próprias universidades e para o campo da Comunicação.”

 

A programação da XIII CBCC incluiu três conferências, mostra de vídeos, uma feira de economia colaborativa e sessões de apresentação de trabalhos.

Na conferência de abertura, no dia 21 de novembro, o professor Alfredo Wagner Berno de Almeida, pesquisador sênior da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), abordou o tema central, traçando um panorama dos direitos humanos no Brasil. No dia seguinte, a conferência “Comunicação e Direitos Humanos” foi apresentada pelo professor Adilson Vaz Cabral Filho (UFF), que recuperou a trajetória da comunicação como um direito humano. No dia 23, a terceira e última conferência girou em torno da temática “Comunicação e Diversidade”, proferida pelo professor Francisco Gonçalves da Conceição (UFMA), atual secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular do Maranhão.

Nos dias 22 e 23, a Mostra de Vídeo Cidadão exibiu curtas-metragens submetidos por estudantes sobre direitos humanos e diversidade. Além disso, a programação contou com quatro painéis temáticos: COMUNI em rede: organização e conhecimento em tempo de intolerância e fragilidade de laços comunicacionais; Arte, comunicação e cidadania; Jornalismo e Democracia; e Orçamento Participativo e Plataforma Digital Participa MA: Instrumentos de Participação Popular do Maranhão.

 

Os cinco Grupos de Trabalho (GTs) da XIII Conferência Brasileira de Comunicação Cidadã totalizaram 52 trabalhos, apresentados por pesquisadores de todas as regiões brasileiras. O GT 5 – Comunicação, Direitos Humanos e Diversidade foi criado especialmente para esta edição da conferência, ampliando os debates sobre o tema central.

Outro destaque da XIII CBCC foi a Feira de Mídia Cidadã, coordenada pela professora Aline Mendes (Estácio São Luís). Nos dias 22 e 23 de novembro, dez barracas venderam produtos como alimentos orgânicos de agricultores locais e comunidades quilombolas, artigos de brechó, roupas e acessórios de cooperativas e coletivos, entre outros. “O intuito foi fomentar a economia solidária e também oferecer produtos mais acessíveis para o público da conferência. Foram momentos muito ricos”, afirma Ricardo Alvarenga.

 

Por fim, a ABPCom definiu e divulgou a próxima Conferência Brasileira de Comunicação Cidadã: a 14ª edição será realizada de 23 a 25 de outubro de 2019 na Universidade Federal Fluminense, com o tema “Sustentabilidade, autonomia e resistência da Comunicação Popular, Comunitária e Alternativa”.

 

COMISSÃO ORGANIZADORA:

Coordenação: Rosinete de Jesus Silva Ferreira (UFMA)

Vice-Coordenação: Ricardo Costa Alvarenga (ABPCom/UMESP)

Comissão Feira de Mídia Cidadã: Aline dos Santos Mendes (Estácio de São Luís)

Comissão Cultural: Leticia Conceição Martins Cardoso (UFMA)

Comissão Cerimonial: Patricia Rakel de Castro Sena e Francinete Louseiro (UFMA)

Comissão de Comunicação: Polyana Amorim Chagas (Ceuma)

Comissão Científica: Protasio Cezar dos Santos (UFMA)

Comissão Vídeo Cidadã: Carlos Benedito Alves da Silva Junior (UFMA)

 

MOSTRA DE VÍDEO CIDADÃO

 

SESSÃO DIREITOS HUMANOS
“Cidadania: A nossa luta é pelo território” (00:14:16) – Célia Regina Trindade Chagas Amorim, Larissa Santos e Mariana Pereira (Universidade Federal do Pará e Rede Justiça nos Trilhos)

“Vitória: juventude de fé e luta” (00:11:43) – Elayne de Oliveira Andrade, Joaquim Grigório Cantanhêde Neto, José Rogenilson Paiva Silva, Luciano de Melo Sousa, Maria Clara Ferreira Mendes de Morais (Universidade Estadual do Piauí)

“GACC-MA, 31 Anos na luta pelos Direitos Humanos” (00:00:59) – Ana Beatriz Guterres Mendes, Daydson Wagner Soares de Lima, Gabriel Veloso Andrade e Amarilis Cardoso Santos (Faculdade Estácio de São Luís)

“Vozes Akwe-Xerente” (00:21:29) – Adriana Tigre Lacerda Nilo

 

SESSÃO DIVERSIDADE

“Uma questão de peso” (00:14:26) – Cristina Lorrân, Ewellyn Cristina, Jullyanne Pereira, Kleilson Nunes, Sammyla Maciel e Thallisson Nogueira (Faculdade Estácio de São Luís)

“Mulher, vencendo batalhas” (00:00:57) – Philipe Bessa Pinto, Priscila Teles Ericeira e Amarilis Cardoso Santos (Faculdade Estácio de São Luís)

“Irmãos da Cruz” (00:12:00) – David Damasceno (Universidade Federal do Ceará)

“Filhos de Santa Tereza” (00:17:30) – Rosinete de Jesus Silva Ferreira (Universidade Federal do Maranhão)

Histórico

 

A Conferência Brasileira de Mídia Cidadã tornou-se um evento de grande relevância para pesquisadores de todo o país, em razão de seu papel integrador, crítico e de aproximação com os movimentos sociais, comunidades e comunicadores populares.

As Conferências eram inicialmente iniciativas da Cátedra Unesco/Umesp de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, com o apoio da Universidade Metodista de São Paulo. No entanto, no ano de 2009 durante a realização da V Conferência, na cidade Guarapuava, Paraná, pela Universidade Estadual do Centro-Oeste, foi criada a Rede Brasileira de Mídia Cidadã que, a partir desse momento passava a compor como co-realizadora do evento juntamente com a Cátedra Unesco.

A partir de 2017, quando realizada a XII Conferência Brasileira de Mídia Cidadã, em Juiz de Fora, pela Universidade Federal de Juiz de Fora, foi criada a Associação Brasileira de Pesquisadores e Comunicadores em Comunicação Popular, Comunitária e Cidadã (ABPCOM), que assumiu a realização do evento, incorporando em sua estrutura a Rede Brasileira de Mídia Cidadã e respectivamente seus associados e atividades. Com marco desse novo momento que se inicia com a criação da ABPCOM, foi votado pela diretoria da associação à alteração do nome do evento, que agora passa a se chamar: Conferência Brasileira de Comunicação Comunitária e Cidadã.

Por isso esse presente projeto tem como objetivo a sistematização da XIII Conferência Brasileira de Comunicação Comunitária e Cidadã, a ser realizada de 21 a 23 de novembro de 2018, em São Luís, Maranhão. Apresentaremos aqui a estrutura, enfoques, objetivos e dinâmica de uma Conferência que vem se convertendo em uma referência importante para as múltiplas abordagens da comunicação no âmbito comunitário, popular, alternativo e cidadão.

Sem sombra de dúvidas, essa atividade afigura-se em um tempo e espaço para o encontro de pesquisadores, professores, estudantes, comunicadores populares e líderes de movimentos sociais e comunitários vindos de várias regiões do Brasil. Pensar, trocar, partilhar, celebrar, refletir, assumir, eis a tônica que buscamos imprimir a essa conferência. Durante três dias, São Luís será o centro de convergência para todas as pessoas que fazem a comunicação comunitária, alternativa, popular e cidadã no país.

ABPCom - Associação Brasileira de Pesquisadores e Comunicadores em Comunicação Popular, Comunitária e Cidadã

Av. Brigadeiro Luis Antônio, 2.050 – Conj.36/38 - Bela Vista, São Paulo - SP - CEP 01318-002

socicom_logo.png
Filiada à:
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now